logo_bco.png

HORÁRIOS

Segunda à sexta:

08:00 - 12:00

13:30 - 17:30

ITAJAÍ

R. Leonardo Teto, 190

Bairro Fazenda        

               (47) 3083-4155

BALNEÁRIO CAMBORIÚ

Al. Delfim de Pádua Peixoto Filho,  nº440 - Bairro Municípios

               (47) 3366-3155

PSICOLOGIA

A AAPD tem como diretriz acompanhar a pessoa com síndrome de Down e seus familiares, pois considera cada usuário em sua dimensão biopsicossocial. Desse modo, compreende que não basta direcionar os recursos terapêuticos somente aos usuários, pois a família além de ser co-responsável pelo desenvolvimento e aprendizagem do mesmo, também necessita estar envolvida e ativa no processo de vida de seus filhos.

Por reconhecer a importância de lidarmos com uma família consciente, participativa e colaborativa, o serviço de psicologia atende todos os familiares semanalmente. O atendimento psicológico na AAPD é fundamentado nos princípios da teoria sistêmica, que compreende a família como um sistema dinâmico, vivo e em constante desenvolvimento.

A família é o principal e mais intenso sistema que uma pessoa convive e interage, o que influencia diretamente em sua personalidade e desenvolvimento. Portanto, as ações da psicologia consistem em fortalecer o papel de cada integrante da família nesse processo, e fornecer orientações sobre os aspectos comportamentais, psicológicos e afetivos do usuário.

Os objetivos são o acolhimento de vivências, sentimentos e emoções; fortalecimento dos vínculos familiares; reflexões a respeito da dinâmica de vida dos usuários, suas perspectivas e acesso a direitos; acompanhamento e orientação das diferentes etapas dos ciclos vitais, com o intuito de envolver e elaborar de forma conjunta, possibilidades de desenvolvimento das capacidades, habilidades, aprendizagem, autonomia e inclusão de seus filhos.

No atendimento psicológico a família tem em um espaço livre e protegido para compartilhar suas alegrias, anseios, dúvidas e conquistas. Acresce-se que a presença da família no atendimento psicológico oportuniza a manutenção do elo entre a família e a equipe terapêutica, contribuindo com a aproximação do contexto de vida do usuário e fortalecendo os demais apoios: família, AAPD, escola e demais contextos sociais.

A psicologia tem também como instrumento as Estimulações Dirigidas, que são atividades lúdicas, de vida diária ou de aprendizagem, elaboradas pela equipe técnica (fisioterapia, fonoaudiologia, psicopedagogia e terapia ocupacional), que visam fortalecer e dar continuidade a conteúdos que podem contribuir com a etapa de vida em que os usuários se encontram. De maneira alguma reforçamos a atitude de “pais-terapeutas”, mas compreendemos que dar continuidade às demandas indicadas pela instituição, é uma forma de favorecer o vínculo entre pais e filhos e ainda contribui para ampliação da participação nos aspectos do desenvolvimento do usuário. 

As estimulações dirigidas são individuais e suas frequências e ritmos dependem de cada usuário e família. Estas também constituem uma forma de manter os pais e responsáveis ativos e colaborativos no desenvolvimento de seus filhos e sobretudo participativos nas terapias que acontecem na instituição.

Os profissionais de psicologia também participam dos Grupos de Jovens e Adultos, do Grupo de Orientação Profissional e Grupos de famílias.

CONTATO

DEIXE SUA MENSAGEM

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube